O locus acadêmico da Licenciatura entre estudantes de Ciências Sociais: Um perfil dos licenciandos da Universidade Federal de Viçosa

Luis Gustavo de Paiva Faria, Camila Olídia Teixeira Oliveira, Igor Linck Marques

Resumo


O objetivo do presente trabalho é traçar um perfil socioeconômico e acadêmico dos estudantes de Licenciatura da Universidade Federal de Viçosa (UFV), matriculados em diferentes períodos do curso. Adotou-se como metodologia a aplicação de questionários fechados para realização de um survey exploratório a fim de possibilitar uma comparação com outros estudos de perfis de cinco universidades brasileiras. Foi possível verificar, a partir dos dados comparados e da revisão da literatura, uma regularidade quanto a um perfil socioeconômico baixo e médio dos graduandos em Ciências Sociais ao longo da existência desse curso. Existindo modificação, contudo, em dados pontuais, como a média de faixa etária e a primeira graduação cursada. Levanta-se a hipótese de que tais mudanças sejam decorrentes da criação de diversos cursos em regiões distintas do país, principalmente a partir de 2008, ano de institucionalização da disciplina de Sociologia no Ensino Básico.



Palavras-chave


Licenciatura em Ciências Sociais; Perfil socioeconômico; Sociologia no Ensino Básico.

Texto completo:

PDF

Referências


BABBIE, Earl. Métodos de pesquisa de survey. Belo Horizonte: Edições UFMG, 1999.

CARVALHO FILHO, Juarez Lopes de (2014). O Ensino de Sociologia como Problema Epistemológico e Sociológico. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 39, n. 1, p. 59-80, jan./mar. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edreal/v39n1/v39n1a05.pdf acesso em 12/09/2016.

CIGALES, Marcelo Pinheiro; SILVEIRA, Treicy Giovanella da. Formação de professores em Ciências Sociais na UFSC/Brasil: análise sobre o perfil do egresso. XI Jornadas de Sociología. Facultad de CienciasSociales, Universidad de Buenos Aires, Buenos Aires, 2015. Disponível em: http://cdsa.aacademica.org/000-061/385.pdf acesso em 12/09/2016.

COSTA, Leomir Souza. Formação de professores de ciências sociais/sociologia: subsídios para o debate. Em Tese, PPG SP: UFSC. v. 12, n. 2, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/emtese/article/view/1806-5023.2015v12n2p187/30826 acesso em 12/09/2016.

CRIZOSTOMO, José Henrique Mendes. As Ciências Sociais no Estado do Rio de Janeiro: uma investigação dos cursos e dos perfis discentes. Revista Habitus: revista eletrônica dos alunos de graduação em Ciências Sociais - IFCS/UFRJ, Rio de Janeiro, v. 8, n. 2, p.05-22, 2010. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/habitus/article/view/11329/8279 acesso em 12/09/2016/

FREITAS, Leandro Klineyder Gomes de. A formação docente no curso de ciências sociais da UFPA. XV Congresso Brasileiro de Sociologia, Grupo de Trabalho: GT 09 – Ensino de Sociologia Curitiba: Paraná, 2011.

GOLÇALVES, E. Dinâmicas institucionais, trajetórias intelectuais e configurações disciplinares: o ensino de Ciências Sociais na Universidade Federal de Viçosa. In mimeo. Programa Institucional de Bolsas de Apoio a Projetos de Ensino. Viçosa, MG, 2016.

LENNERT, A. L. Professores de sociologia: relações e condições de trabalho. Dissertação de mestrado (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Campinas: FEUNICAMP. 2009.

LUCHMANN, L. O Curso de Ciências Sociais na UFSC. Revista Mosaico Social. Florianópolis: UFSC, ano 1, n.1, p.7-68, 2002. Disponível em: http://cienciassociais.ufsc.br/files/2015/03/Artigo-1.pdf acesso em 12/09/2016.

LYRA, Joani Silvana Capiberibe da. O curso de Ciências Sociais na Universidade Federal de Roraima-UFRR. Textos e Debates, n. 12, 2007. Disponível em: https://revista.ufrr.br/textosedebates/article/view/1155/942 acesso em 12/09/2016.

MEUCCI, Simone. Sociologia na educação básica no Brasil: um balanço da experiência remota e recente. Ciências Sociais Unisinos, São Leopoldo, Vol. 51, N. 3, p. 251-260, 2015. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/ciencias_sociais/article/viewFile/csu.2015.51.3.02/5044 acesso em 12/09/2016

MICELI, Sergio. Condicionantes do desenvolvimento das ciências sociais. In: MICELI, Sergio (org.). História das ciências sociais no Brasil, vol. 1. 2. ed. São Paulo: Editora Sumaré, pp. 91-133, 2001.

MORAES, Amaury Cesar. Licenciatura em ciências sociais e ensino de sociologia: entre o balanço e o relato. Tempo soc., vol.15, n.1, pp.5-20, 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ts/v15n1/v15n1a01.pdf acesso em 12/09/2016.

OLIVEIRA, Amurabi; BARBOSA, Vilma Soares Lima. Formação de professores em ciências sociais: desafios e possibilidades a partir do Estágio e do PIBID. Revista Eletrônica Inter-Legere, Número 13, 2013. Disponível em: http://www.cchla.ufrn.br/interlegere/13/pdf/es06.pdf acesso em 12/09/2016.

OLIVEIRA, Amurabi. A formação de professores de ciências sociais frente às políticas educacionais. Crítica e Sociedade: revista de cultura política. v.3,n.2, 2013. Disponível em: http://www.seer.ufu.br/index.php/criticasociedade/article/view/23425/14530, acesso em 12/09/2016.

OLIVEIRA, Amurabi. Cenários, tendências e desafios na formação de professores de Ciências Sociais no Brasil Política & Sociedade - Florianópolis - Vol. 14 - Nº 31 - Set./Dez. de 2015, pp. 39-62. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/politica/article/view/2175-7984.2015v14n31p39/31520 acesso em 10/10/2017

PESSANHA, E. G. F. Ciências Sociais: a arte de conjugar ensino e pesquisa na graduação. In: PESSANHA, E. G. F.; VILLAS-BOAS, G. (orgs). Ciências Sociais – Ensino e Pesquisa na Graduação.Rio de Janeiro: J. C. Editora, 1995.

SANTOS, A. G. B. dos; LOPES, L. S.; FULLIN, B. A origem, institucionalização e desafios das Ciências Sociais na Universidade Federal de Viçosa. Revista café com sociologia, Vol.4, Nº3, dez. 2015. Disponível em: http://revistacafecomsociologia.com/revista/index.php/revista/article/view/572/pdf acesso em 12/09/2016.

SANTOS, D. DA S. et al. Perfil socioeconômico dos alunos de ciências sociais – UFAL. Alagoas: UFAL/ICS, 2011. Disponível em: https://goo.gl/Gfzdqr. Acesso em 20/11/2016.

SCHWARTZMAN, S. Os estudantes de ciências sociais, in In: PESSANHA, E. G. F.; VILLAS-BOAS, G. (orgs). Ciências Sociais – Ensino e Pesquisa na Graduação.Rio de Janeiro: J. C. Editora, 1995.

TORINI, Danilo Martins. Formação e identidade profissional: a trajetória de egressos de Ciências Sociais. 2012. 137 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

VILLAS BOAS, Glaucia K. Currículo, iniciação científica e evasão de estudantes de ciências sociais. Tempo soc., São Paulo , v. 15, n. 1, p. 45-62, 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ts/v15n1/v15n1a03.pdf acesso em 12/09/2016.

WERNECK VIANNA, L.; CARVALHO, M. A. R. de & MELO, M. P. C. Cientistas sociais e vida pública: o estudante de graduação em ciências sociais. Dados, edição especial, 37 (3): 351-52, 1994.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais - ABECS

Periodicidade: semestral

ISSN 2594-3707


INDEXAÇÃO

Google Acadêmico

ANPOCS



Idioma: Português

Editor responsável: Cristiano das Neves Bodart

Autor corporativo: Associação Brasileira de Ensino de Ciências Sociais (ABECS)

Endereço: Cpo São Cristóvão, 177, UE São Cristóvão CPII, Sala do Departamento de Sociologia, São Cristóvão, Rio de Janeiro, RJ, CEP 20921-440, Brasil
CNPJ: 19.340.922/0001-76

Site da ABECS: www.abecs.com.br
Facebook da ABECS: https://www.facebook.com/abecsnacional/