Unidade Regional (UR) da ABECS foi criada em 09 de dez. de 17 na Bahia

Unidade Regional (UR) da ABECS foi criada em 09 de dez. de 17 na Bahia

Unidade Regional (UR) da ABECS foi criada em 09.12.17 na Bahia

No dia 09 de dezembro de 2017, no Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado da Bahia (Sindae-Bahia), em Salvador, ocorreu um seminário intitulado “Os desafios das Ciências Sociais em contexto de crise” e foi fundada a UR da ABECS-Bahia e ainda ocorreu eleição de novas direções da Aseb (Associação dos Sociólogos do Estado da Bahia) e Sinseb.(Sindicato de Sociólogos do Estado da Bahia). Nesse dia também foi realizada uma mesa, durante o turno vespertino, sobre os Cursos de Ciências Sociais do Estado da Bahia, onde estiveram presentes representantes de todos os sete cursos presenciais da Bahia (UFBA, UFRB, UESC, UNEB, UESB, UNILAB e UNIVASF).

Na primeira mesa, pela manhã, tivemos a participação do prof.º Claudio André de Souza, professor de Ciência Política da Unilab, do prof.º Franklin Oliveira e do prof.º Francisco Silva (Licenciado em Ciências Sociais), da CTB-Bahia, com a coordenação da Socióloga Carmen Cunha. Nessa mesa tivemos falas sobre a conjuntura e sobre possibilidades para luta dos trabalhadores. O prof.º Claudio ressaltou a crise da democracia do momento presente, que exige pensar em novas formas de participação da sociedade civil. O representante da CTB enfocou a importância do “social” e de como é preciso repensar de modo sociológico para poder entender a realidade e resistir aos ataques contra os direitos sociais e do trabalho e enfatizou que os setores progressistas, sindicatos e as universidades devem lutar por uma unidade de resistência. O prof.º Franklin ressaltou que estamos em várias dimensões da crise e uma delas é na política e no partido dos trabalhadores. O professor ressaltou que a esquerda precisa aprender a fazer autocrítica e seguir na busca pela unidade.

Na parte da tarde tivemos uma mesa mais voltada para discussão dos aspectos singulares e também comuns dos cursos de Ciências Sociais da Bahia. Vale registrar que foi a primeira vez que tivemos uma reunião com representantes dos cursos de ciências sociais das universidades públicas baianas. Essa mesa foi histórica e revelou vários elementos semelhantes nos diferentes cursos e também abriu possibilidades para novas construções conjuntas. Portanto, foi um momento frutífero e apontou, ao menos, dois caminhos. O primeiro seria a manutenção de um fórum permanente das Coordenações dos Cursos de Sociais na Bahia, como sugeriu a professora Jeovane Marusia, da rede estadual de educação. O segundo caminho possível é a ideia de construirmos o 1º Encontro Estadual de Ensino de Ciências Sociais, como sugeriu o prof.º Bruno Durães da UFRB e membro da direção nacional da ABECS. Ainda nessa mesa dos Cursos da Bahia, cabe destacar a fala da professora Núbia Regina Moreira, da UESB (Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia), que levantou a questão das pequenas divergências que existem entre cursos de bacharelado e de licenciatura em Sociais e que a professora acha que precisa ser construído uma via de parceria e interdependência de um campo com o outro, evitando ações não construtivas, e que devemos valorizar a diversidade de perspectivas e dos sujeitos envolvidos no processo e que isso deve nos fortalecer e não nos afastar. O prof.º Augusto Marcos Fagundes Oliveira, antropólogo, Coordenador do Curso de Ciências Sociais da UESC (Universidade Estadual de Santa Cruz), enfatizou que temos que pensar em formas de permanência dos estudantes que estão no interior e que é preciso entender as singularidades sociais e geográficas, como no caso dos longos deslocamentos que são feitos para assistirem aulas. O professor ressaltou que o território social da universidade precisa ser pensado e valorizado. O prof.º Luiz Henrique, da UFBA, destacou a necessidade das universidades repensarem suas matrizes de cursos e defendeu que o curso de ciências sociais tenha sempre disciplinas de introdução geral antes de entrar em temáticas teóricas clássicas, pois isso poderá contribuir para diminuir evasão e pode funcionar como uma espécie de preparo do estudante recém ingresso em assuntos de ciências sociais. O professor Hermógenes Moura, da Univasf, levantou a questão do conhecimento que vem também da própria comunidade, via seus estudantes principalmente, e como isso precisa ser incorporado no conhecimento científico e como termina, por outra via, gerando uma universidade qualitativamente rica e singular.

Após as mesas do seminário, promovidas pela ASEB, Sinseb e ABECS, a Coordenação colegiada da Abecs Regional Bahia foi criada e ficou assim constituída: Prof.º Luis Flávio Godinho (UFRB), prof.ª Núbia Regina Moreira (UESB) e prof.ª Jeovane Marusia Fernandes da Rede Estadual de Maragogipe-Bahia.


Tivemos cerca de 50 pessoas no evento e foram feitas várias falas significativas do público, demonstrando que os presentes querem atuar pela grande área de Ciências Sociais na Bahia e na defesa da Sociologia na Escola e na Universidade. Dessa forma, foi um grande acontecimento para a organização da Sociologia e das Ciências Sociais, demonstrando que existe uma vontade de construção coletiva e de luta por melhores oportunidades profissionais nas ciências sociais. Por fim, foi enfatizado em várias falas que é preciso lutar pela manutenção da disciplina Sociologia dentro da Base Nacional Comum Curricular e nos Conselhos Estaduais de Educação e que é preciso lutar pela valorização da profissão de Sociólogo e de Cientista Social na sociedade em geral e em concursos públicos. A atividade foi encerrada pelo Sociólogo Edson Valadares, que fez uma apresentação geral sobre as diretrizes que nortearão as ações da próxima gestão da ASEB e SINSEB para o próximo biênio (2018-2020), enfatizando a necessidade de organização da categoria nos diversos territórios de identidade da Bahia e na defesa da área de ciências sociais via reconhecimento social da profissão e reivindicação de concursos específicos para esse campo do saber.

 

 

Abaixo, a ata de fundação:

comment No comments yet

You can be first to leave a comment

mode_editLeave a response

Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person. Required fields marked as *

menu
menu
%d blogueiros gostam disto: